Banner Haras Regina Topo
15 Jun 2017 | 17:02:57

Orario Pubblico supera "faixa" Olhar Mágico no Clássico Derby Paranaense (L)

Parelha favorita da Coudelaria Baptista proporcionou chegada emocionante na prova central da quinta-feira, em Curitiba.

Orario Pubblico (por fora) sacou 1/2 cabeça sobre Olhar Mágico

Imagem: Reprodução TV Jockey/SP

Principal atração da reunião disputada nesta quinta-feira (15), em Curitiba, o Clássico Derby Paranaense - Pedro Alípio Alves de Camargo (L), em 2.000m na pista de areia, foi disputado por produtos de 3 anos. Vitória do favorito Orario Pubblico, filho de Agnes Gold e Madi's Jul (Giant's Causeway), de criação e propriedade da Coudelaria Baptista.

No pique de largada, ao contrário do que se esperava, Cavalo Marinho (Silver Train) não assumiu a primeira colocação. Em seu lugar, a fêmea Pura Emoção (Agnes Gold) e Olhar Mágico (Pioneering) foram os reponsáveis por movimentar o ritmo do páreo. 

Na primeira curva, Orario Pubblico (titular da parelha composta com Olhar Mágico) passou para terceiro, pela cerca, deixando Google di Job (Job di Caroline) em quarto e Cavalo Marinho em quinto. No ingresso ao tiro direto, Pura Emoção, Olhar Mágico e Google di Job disputavam a primeira colocação, enquanto que Orario Pubblico e Cavalo Marinho acionavam emparelhados "nas patas" do trio. 

Faltando 400 metros para o disco, Olhar Público desvencilhou-se dos adversários que corriam em sua pegada. Orario Pubblico, por sua vez, tentava encampar arremate pela baliza quatro. Ao embalar, Orario Pubblico partiu com tudo para cima do companheiro de farda. No rigor de Vagner Leal, Orario Pubblico domimou Olhar Mágico nos últimos lances da competição, para vencê-lo por 1/2 cabeça. Cavalo Marinho foi o terceiro, ficando o complemento do placar a cargo de Pura Emoção e Google di Job.

Treinado por Márcio Ferreira Gusso (responsável, também, por Olhar Mágico), Orario Pubblico obteve a sua quarta vitória em 6 corridas. Tendo, recentemente, obtido quinto lugar no GP São Paulo (gr.I), Orario Pubblico correu os dois quilômetros na marca de 2:10.50.

Entre as fêmeas, melhor para Crémant

Na abertura da programação, éguas de 3 e mais anos disputaram a Prova Especial Raul Baptista Trombini, em 1.600m na areia. Vitória de Crémant, 3 anos, filha de Red Runner e Ottawa (Sekari), de criação e propriedade do Haras Garcêz Castellano. 

Conduzida por Ivaldo Santana, Crémant acompanhou na segunda posição a ponteira Occhi Verdi (Mellon Martini), para atacá-la na reta final. Com melhor ação, Crémant dominou a oponente e lhe deixou a 1 corpo na segunda colocação. Flyer Black (Public Purse) foi a terceira. 

Treinada por Marcos Decki, Crémant conquistou a sua terceira vitória em 5 atuações. Tempo de 1:42.90.

Mais notícias

OSAF: recomendações de prevenção à síndrome de dificuldade respiratória pós-corrida

Medidas sugeridas pelo Serviço Veterinário do Hipódromo de San Isidro restaram convertidas, pela OSAF, numa carta de recomendações divulgada perante seus países e hipódromos membros.

Ler na íntegra

Cloud Computing bate Classic Empire no "Preakness"; Always Dreaming falha

Mais de 140 mil pessoas acompanharam a vitória do filho de Maclean's Music em Pimlico

Ler na íntegra

Breeders’ Cup: com prazo prorrogado, brasileiros terão até dia 31 de janeiro para nomear garanhões

Para John Fulton, nomeações são atrativos para investidores norte-americanos.

Ler na íntegra